Giorgos Dalaras - O Palios Stratiotis (Ο παλιός στρατιώτης) (Portuguese translation)

Portuguese translation

O velho soldado

Os teus temores e os meus temores estão na mesma mesa.
No méio deles, nossa peçonha, é doce como calda
E, dentro daquela, nossa estrela dissolve-se como açúcar...
Essa estrela que outrora deixou o amor nas nossas mãos.
 
Refrão:
Não me prometes a vida, e eu não posso fazer milagres
Mas se quiseres, meu bem, que morra por ti
Uma segunda vez; qual o velho soldado
Eu morreria, meu amor, mais ledo do que a vez primeira.
Uma segunda vez, qual o velho soldado
Eu morreria, meu amor, mais ledo do que a vez primeira.
 
E se remanescer um pouco de senso
Entre estas ruínas, ficarei contigo
Até a Primavera chegar para nos acordar
E, na morte, nos brindar uma nova vida!
 
Refrão:
Não me prometes a vida, e eu não posso fazer milagres
Mas se quiseres, meu tesouro, que morra por ti
Uma segunda vez; qual o velho soldado
Eu morreria, meu amor, mais ledo do que a vez primeira.
Uma segunda vez, qual o velho soldado
Eu morreria, meu amor, mais ledo do que a vez primeira.
 
Submitted by Metodius on Wed, 09/08/2017 - 22:27
Greek

O Palios Stratiotis (Ο παλιός στρατιώτης)

More translations of "O Palios Stratiotis (Ο παλιός στρατιώτης)"
Greek → Portuguese - Metodius
Comments