Fernando Pessoa - 2ª Ode E eu era parte de toda a gente que partia

Portuguese

2ª Ode E eu era parte de toda a gente que partia

E eu era parte de toda a gente que partia.
A minha alma era parte do lenço com que aquela rapariga acenava
Da janela afastando-se de comboio...
O adeus do rapaz de boné claro
É dirigido a alguém dentro de mim
Sem que ele o queira ou o saiba...
E Paris-Fuentes d'Oñoro
Em letras encarnadas em fundo branco
Ao centro da carruagem, e no alto
 
Em letras que parecem mais vivas e sábias
Cª Internacional dos Wagons [...]
E o comboio avança — eu fico...
 
Submitted by Guest on Wed, 21/05/2014 - 10:49
Thanks!
Fernando Pessoa: Top 6
Comments