Mário de Sá-Carneiro - Vislumbre

Portuguese

Vislumbre

A horas flébeis, outonais—
Por magoados fins de dia—
A minha Alma é água fria
Em ânforas d'Ouro… entre cristais…
 
Submitted by Guernes on Thu, 12/10/2017 - 20:32
Submitter's comments:

Camarate—Quinta da Vitória. Outubro de 1914.

Thanks!
Mário de Sá-Carneiro: Top 6
Comments