Miguel Torga - Goya

Portuguese

Goya

Tu, apenas, rebelde e desterrado,
E fica povoada a solidão !
No deserto do tempo atraiçoado,
Basta uma afirmação.
 
Surdo à sonora voz da tirania
E ao ciciar do oiro reluzente,
Nada te corrompeu.
E deixaste a correr, vermelho e quente,
O sangue da injustiça onde correr.
 
Homem oposto aos homens
Que o não souberam ser,
Foste a raiva do povo, a combater
Com a luz da vingança nos pincéis.
E tiveste a fortuna de vencer :
Bruxas, as tintas foram-te fiéis.
 
Submitted by Guernes on Thu, 07/12/2017 - 19:30
Thanks!
Translations of "Goya"
Comments