Ogdr23 - Il mio sguardo azzurro come il cielo (Ogdr23 – O meu olhar azul como o céu)

Portuguese

Ogdr23 – O meu olhar azul como o céu

O meu olhar azul como o céu
É calmo como a água ao sol.
É assim, azul e calmo,
Porque não interroga nem se espanta...
 
Se eu interrogasse e me espantasse
Não nasciam flores novas nos prados
Nem mudaria qualquer coisa no sol de modo a ele ficar mais belo...
(Mesmo se nascessem flores novas no prado
E se o sol mudasse para mais belo,
Eu sentiria menos flores no prado
E achava mais feio o sol...
Porque tudo é como é e assim é que é,
E eu aceito, e nem agradeço,
Para não parecer que penso nisso…)
 
Submitted by Guernes on Thu, 08/10/2015 - 18:08
Last edited by Guernes on Mon, 02/11/2015 - 12:05
Submitter's comments:

s.d.
.
“O Guardador de Rebanhos”. In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa. (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946 (10ª ed. 1993).
.
- 49.

Align paragraphs
Italian translation

Ogdr23 - Il mio sguardo azzurro come il cielo

Il mio sguardo azzurro come il cielo
è calmo come l’acqua al sole.
È cosi, azzurro e calmo,
perché non interroga né si meraviglia...
 
Se io interrogassi e mi meravigliassi
non nascerebbero fiori nuovi nei prati
e nel sole niente cambierebbe da farlo diventare più bello...
(Anche se nascessero fiori nuovi nel prato
e il sole diventasse più bello,
io sentirei meno fiori nel prato
e troverei più brutto il sole...
Perché tutto è come è e cosi dev’essere,
e io lo accetto, e non ringrazio neppure,
per non sembrare che ci penso...).
 
Submitted by Manuela Colombo on Tue, 08/08/2017 - 20:48
Last edited by Manuela Colombo on Thu, 10/08/2017 - 19:37
Author's comments:

Traduzione di Maria José de Lancastre, in "Fernando Pessoa, Una sola moltitudine” - vol. II, Adelphi, 1984

More translations of "Ogdr23 – O meu olhar azul como o céu"
Portuguese → Italian - Manuela Colombo
Comments