Bianca Atzei - Otto settembre (Portuguese translation)

Portuguese translation

Oito de setembro

Às vezes eu penso
Que foi lindo
Me sentir no centro desse universo
Nos seus discursos, nos seus pensamentos
Você escapou
Como areia entre minhas mãos
E você ouve todo mundo
Como um estúpido
 
E não acredito nisso
Mas te conheço
Com aquele orgulho de quem é o único no mundo
E agora pegue para você
Alguém igual a você
Que não te pergunta o que você está fazendo ou com quem você está
Que história feia
Mas não vale a pena
Olhe para mim...
 
Ainda consigo acreditar nos dias bonitos
A água que desliza sobre meu rosto
E rio
Parto e vou um dia desses ao mar
Um amigo que nunca me fez ter medo de nada
Mesmo quando está chovendo lá fora
 
Às vezes é noite
Quando acordo
Você não apreciou
O que eu dei
Você lembrará dos meus silêncios
Presa na cama
E você, que grita de lá
Você venceu e está calmo
Eu te esqueço...
 
Ainda consigo acreditar nos dias bonitos
A água que desliza sobre meu rosto
E rio
Parto e vou um dia desses ao mar
Um amigo que nunca me fez ter medo de nada
Mesmo quando toda a minha vida deve mudar
Há quem durma ao meu lado, no seu lugar
Feliz como se do nosso amor restasse agora
Sobre nós, o sabor amargo de uma história melhor
 
Ainda consigo acreditar nos dias bonitos
A água que desliza sobre meu rosto
E rio
Parto e vou um dia desses ao mar
Um amigo que nunca me fez ter medo de nada
Mesmo quando toda a minha vida deve mudar
Há quem durma ao meu lado, no seu lugar
Feliz como se do nosso amor restasse agora
Sobre nós, o sabor amargo de uma história melhor
 
Em um dia de setembro
Eu decidi esquecer
Tudo
 
Translation done by Alma Barroca. In case you want to reprint it, please ask for permission first and always cite my name as its author. /
Tradução feita por Alma Barroca. Caso você queira reutilizá-la, por favor peça por permissão antes e sempre cite meu nome como o do autor.
Submitted by Alma Barroca on Sat, 22/04/2017 - 00:19
Italian

Otto settembre

More translations of "Otto settembre"
Italian → Portuguese - Alma Barroca
Comments