Jacopo Ratini - Su questa panchina (Portuguese translation)

Portuguese translation

Neste Banco

O mundo canta histórias que falam de horrores, não as ouviremos
O mundo faz guerra, nós todos ao chão, brincaremos com bolinhas de gude
 
Pinte meu rosto com as cores do arco-íris
Sorria de novo porque o seu sorriso trará a calma
Nos conhecemos
Já nos dissemos "Te amo"
E nada de estranho aconteceu
Esse medo de amar que nos ronda
É só uma mentira para que não olhemos dentro de nós
 
Agora estamos de novo aqui
Como faz alguns anos
Neste banco
 
O mundo canta histórias que falam de horrores, não as ouviremos
O mundo faz guerra, nós todos ao chão, brincaremos com bolinhas de gude
 
Agora estamos de novo aqui
Como faz alguns anos
Neste banco
 
Olho os seus olhos porque nos seus olhos vejo o céu
E basta um sorriso seu que eu já me sinto calmo demais
Hoje vamos embora
Hoje voaremos
E, de mãos dadas,
Iremos longe
Esse medo de se sentir bem quando juntos
É uma mentira dos homens para não sofrerem
 
Agora estamos de novo aqui
Como faz alguns anos
Neste banco
 
O mundo canta histórias que falam de horrores, não as ouviremos
O mundo faz guerra, nós todos ao chão, brincaremos com bolinhas de gude
O mundo canta histórias que falam de horrores, não as ouviremos
O mundo faz guerra, nós todos ao chão, brincaremos com bolinhas de gude
 
Eu quero escrever uma carta de novo... Como não escrevem mais
Eu quero ler uma fábula... Como não se lê mais
Eu quero ter de volta coisas de um tempo... Que não voltam mais
Eu quero ter algo que eu perdi...
Que eu perdi
 
O mundo canta histórias que falam de horrores, não as ouviremos
 
Translation done by Alma Barroca. In case you want to reprint it, please ask for permission first and always cite my name as its author. /
Tradução feita por Alma Barroca. Caso você queira reutilizá-la, por favor peça por permissão antes e sempre cite meu nome como o do autor.
Submitted by Alma Barroca on Fri, 14/04/2017 - 14:39
Italian

Su questa panchina

More translations of "Su questa panchina"
Italian → Portuguese - Alma Barroca
Comments