It can still sink

Portugués

Ainda pode descer

Uma cimeira pra ver
Tomar um chá e esquecer
Não é teu filho que está
Na boca desse canhão
Um prémio Nobel pra ti
Promove a paz e sorri
Vem amanhã ao meu show
E eu vou mostrar-te quem sou

Ainda pode descer mais
Os homens querem ver
Se os homens querem pode descer

Deus não me quer responder
Mãe ajuda-me a ver o sentido da luta
Nós fizemos tudo por tudo
Contratámos os melhores filhos da puta

Isso existe

Isso existe mas nunca acontece
E do que só parece o coração desiste

Isso existe

Ainda pode descer mais
Os homens querem ver
Se os homens querem
Pode descer mais

Sstive há dez minutos atrás da varanda
Do meu quinto andar,
A observar a cúpula invisível entre o
Céu e o enorme lego de betão
E a sentir-me um inquilino passageiro
Desta pensão de uma estrela
Perdida na imensa cidade negra a que
Damos o nome de universo.
Curiosamente parece que é o único
Sítio que temos para passar a longa
Noite que nos espera.
E é aí que eu saio para apanhar a
Frequência.
Como que a comer um ponto
E a cagar um verso
No meu prisma, a encaixar,
Provavelmente no de outros feito um
Filósofo de merda.
Mas a vida é isso mesmo, um monte de
Gente a fazer de conta que se entende
E ninguém sabe dizer o que viveu.
E por isso nos pedem que caminhemos
Alegres para o precipício, sem
Questionar,
Porque estaremos sempre longe. mas
Longe rapidamente fica perto
E perto rapidamente passa por nós. eu
Não quero mandar-te para baixo,
Mas eu seu que me entendes, tu também
Tens medo de morrer,
Toda a gente tem. só que normalmente
Evocamos nomes de problemas
Para nos convencermos que estamos
Ocupados a resolver uma situação
Importante
Quando não tem importância nenhuma.
Entretanto o tapete rola
E nós irritamo-nos com a
Inevitabilidade, e nos nossos sonhos
Dizemos:
-Torna-me imortal! Torna-me imortal!
Eu não vou aguentar deixar de existir!
E é aí que eu entro para sair da
Frequência, seduzir-te com os meus
Sonhos,
Tu não vês como empreendo? e como eu
Mais um milhão de sonhadores leva com
Ele muitos braços de outros,
Acéfalos, na lotaria dos ideais,
Descrentes, beijando o número do
Bilhete.
Mas quero dizer-te que a viagem é tua,
E eu não quero empurrar-te à força para a rua.
Se eu falhar eu vou passar de deus a
Carrasco, embalsamado e metido dentro
De um frasco,
Para te lembrares da mentira, mas a
Verdade é que ganhamos sempre.

See video
 Intentar alinear
Inglés

It can still sink

A summit to see
Have a tea and forget about
It's not your son who is
In the barrel of that cannon
A Nobel prize for you
Promote peace and smile
Come tomorrow to my show
And I'll show you who I am

It can still sink further
The men want to see it
If the men want, it can sink further

God doesn't want to answer me
Mother, help me see the sense in this fight
We gave our all
We hired the best sons of a bitch

That exists

That exists but never happens
And what only seems to be, the heart gives up on

That exists

It can still sink further
The men want to see it
If the men want
It can sink further

Ten minutes ago I was in
My fifth floor's veranda,
Observing the invisible dome between the
Sky and the huge concrete lego
And feeling like a passing tenant
Of this one-star pension
Lost in the immense black city
We call 'the universe'.
Funny enough, it seems like it is the only
Place we have to spend the long
Night that awaits us.
It's then that I go out to catch the
Frequency.
As if eating a period
And shitting a verse
In my prism, fitting in,
Probably in that of others' like a
Shitty philosopher.
But that's what life is all about, a bunch of
People pretending to get along
And nobody can say what they experienced.
And so they ask us to happily walk
Towards the cliff, without
Questioning,
Because we'll always be far away, but
far away soon becomes close
And close soon passes us by. I
don't mean to bring you down,
But I know you understand me, you are also
Afraid to die,
Everybody is. Only usually
We evoke the names of problems
To convince ourselves we are
Busy solving some important
Situation
When it doesn't matter at all.
Meanwhile the carpet rolls out
And we get angry at the
Inevitability, and in our dreams
We say:
- Make me immortal! Make me immortal!
I can't handle ceasing to exist!
And that's where I come in to come out of the
Frequency, seduce you with my
Dreams,
Don't you see how I undertake? And like me
A million dreamers more take with
Them many arms of others,
Brainless, in the lottery of ideals,
Disbelieving, kissing the ticket
Number.
But I want to tell you that it's your trip,
And I don't want to force you towards the street.
If I fail I'll go from god to
Monster, embalmed and stuffed inside
A jar,
So you remember the lie, but the
Truth is, we always win.

Publicado por anasofiapaixao el Sáb, 01/12/2012 - 09:21
1 agradecimiento
Usuario Hace
Lemoncholic1 año 34 semanas
0
Tu puntaje: Nada
Comentarios