Bastava

italien

Bastava

Un sorriso di ritorno per rispondere a un sorriso
Bastava
Uno spazio condiviso ma nessun'altare d'oro
Bastava

Nella stanza di un albergo d'Europa si potrebbe andare avanti a parlare o si gioca
o scambiamoci uno schiaffo di pace
vince il primo che si arrende, si offende lo dice

Come ci siamo arrivati a volerci così tanto male non so
Come ci siamo permessi di dirci che ognuno fa quello che può
Una camminata in centro in un pomeriggio bianco
Bastava

Prevedere il tuo fastidio, fare i conti sopra l'odio
Bastava
Fare a meno delle buone maniere che confondono e rubano spazio e spessore
E buttarci sotto l'acqua gelata e accettare che davvero è acqua passata

Come ci siamo arrivati a volerci così tanto male non so
Come ci siamo permessi di dirci che ognuno fa quello che può
Come ci siamo ridotti io e te
Come ci siamo permessi di dirci che ognuno fa il meglio per se
Bastava

Dire tutto anche se poco quello che capisci dopo
Bastava
Masticare le parole, rimanere in verticale
Bastava

Questa notte mi apre gli occhi e ci guarda, vede povere carezze di guerra
Questa notte mi apre gli occhi e ci guarda, vede lacrime d'argento cadere per terra

Come ci siamo arrivati a volerci così tanto male non so
Come ci siamo permessi dirci che ognuno fa quello che può
(Bastava)
Che fa quello che può
(Bastava)
Bastava
Bastava
Bastava

Ricordati quanto bastava
Bastava
Bastava
Bastava

Voir la vidéo
Try to align
portugais

Bastava

Um sorriso de retorno para responder a um sorriso
Bastava
Um espaço dividido sem nenhum altar dourado
Bastava

Em um quarto de um hotel da Europa, podíamos ter falado ou brincado
Ou trocado um tapa de paz
Ganha aquele que é o primeiro a desistir, se ofende e diz

Como pudemos terminar querendo tão mal para o outro, eu não sei
Como permitimos dizer ao outro "você é livre pra fazer o que você quiser"
Uma caminhada no Centro, em uma tarde branca
Bastava

Prever seu desconforto, lutar contra o ódio
Bastava
Abandonar as boas maneiras que apenas confundem e roubam espaço e profundidade
Se jogar sob a água gelada, e aceitar que na verdade é água passada

Como pudemos terminar querendo tão mal para o outro, eu não sei
Como permitimos dizer ao outro "você é livre pra fazer o que você quiser"
Como temos reduzido eu e você
Como podemos dizer que cada um faz o melhor para si.
Bastava

Diga tudo, mesmo se pouco, o que você entende depois
Bastaria
Mastigue as palavras, continue na vertical
Bastaria

Essa noite abriu meus olhos e nos olha, vê poucas carícias de guerra
Essa noite abriu meus olhos e nos olha, vendo lágrimas de prata caindo no chão

Como pudemos terminar querendo tão mal para o outro, eu não sei
Como permitimos dizer ao outro "você é livre pra fazer o que você quiser"
(Bastava)
Para fazer o que você pode
(Bastava)
Bastava
Bastava
Bastava

Se lembre do que bastava
Bastava
Bastava
Bastava

Publié par Knee427 le Sam, 01/09/2012 - 12:20
Last edited by Knee427 on Ven, 18/04/2014 - 13:43
0
Note : Aucun(e)
Commentaires