De onde vieste, como destino (Otkud ti ko sudbina)

De onde vieste, como destino

Dos teus olhos, correrão dois feixes de cristais
Um para você, outro para mim
E um rio correrá, e trazendo ela
Trazendo-me a inquietude

A tristeza dorme na minha alma
Aproximam-se teus silenciosos passos
Rastejas como gatuno, como sabes
Que tua face me embriaga

Refrão:
De onde vieste, como um destino
Como se me tivesse morto há tempos
De onde vieste, já que te escondi
Para que não te amasse

A tristeza dorme na minha alma
Aproximam-se teus silenciosos passos
Rastejas como gatuno, como sabes
Que tua face me embriaga

Publié par Luiz Dorea le Dim, 05/06/2011 - 13:28
Original:
bosniaque

Otkud ti ko sudbina

Video Lyrics
Voir la vidéo
Plus de traductions de « Otkud ti ko sudbina »
bosniaque → portugais - Luiz Dorea
Commentaires