Fernando Pessoa - Ogdr26 – Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta (traduzione in Italiano)

Portoghese

Ogdr26 – Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta

Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta,
Em que as coisas têm toda a realidade que podem ter,
Pergunto a mim próprio devagar
Porque sequer atribuo eu
Beleza às coisas.
 
Uma flor acaso tem beleza?
Tem beleza acaso um fruto?
Não: têm cor e forma
E existência apenas.
A beleza é o nome de qualquer coisa que não existe
Que eu dou às coisas em troca do agrado que me dão.
Não significa nada.
Então porque digo eu das coisas: são belas?
 
Sim, mesmo a mim, que vivo só de viver,
Invisíveis, vêm ter comigo as mentiras dos homens
Perante as coisas,
Perante as coisas que simplesmente existem.
 
Que difícil ser próprio e não ver senão o visível!
 
Postato da Guernes Sab, 10/10/2015 - 21:19
Ultima modifica Guernes Lun, 02/11/2015 - 12:07
Commenti dell’autore:

11-3-1914
.
“O Guardador de Rebanhos”. In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa. (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946 (10ª ed. 1993).
.
- 51.
.
“O Guardador de Rebanhos”. 1ª publ. in Athena, nº 4. Lisboa: Jan. 1925.

Allinea i paragrafi
traduzione in Italiano

Ogdr26 - A volte, in giorni di luce perfetta ed esatta

A volte, in giorni di luce perfetta ed esatta,
quando le cose hanno tutta la realtà che possono avere,
chiedo lentamente a me stesso
perché mai attribuisco
bellezza alle cose.
 
Un fiore ha forse bellezza?
Ha forse bellezza un frutto?
No: essi hanno colore e forma
ed esistenza soltanto.
La bellezza è il nome di qualcosa che non esiste,
che io do alle cose in cambio del piacere che mi danno.
Non significa nulla.
Allora, perché dico delle cose: sono belle?
 
SI, perfino a me, che vivo soltanto di vivere,
invisibili, giungono le menzogne degli uomini
intorno alle cose,
intorno alle cose che semplicemente esistono.
 
Quanto è difficile essere se stesso e non vedere se non il visibile!
 
Postato da Manuela Colombo Mer, 09/08/2017 - 15:54
Ultima modifica Manuela Colombo Gio, 10/08/2017 - 19:45
Commenti dell’autore:

Traduzione di Maria José de Lancastre, in "Fernando Pessoa, Una sola moltitudine” - vol. II, Adelphi, 1984

Altre traduzioni di “Ogdr26 – Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta”
Fernando Pessoa: 3 più popolari
See also
Commenti fatti