Ogdr27 - Soltanto la Natura è divina ed essa non è divina (Ogdr27 – Só a Natureza é divina, e ela não é divina...)

Portoghese

Ogdr27 – Só a Natureza é divina, e ela não é divina...

Só a Natureza é divina, e ela não é divina...
 
Se às vezes falo dela como de um ente
É que para falar dela preciso usar da linguagem dos homens
Que dá personalidade às coisas,
E impõe nome às coisas.
 
Mas as coisas não têm nome nem personalidade:
Existem, e o céu é grande e a terra larga,
E o nosso coração do tamanho de um punho fechado...
 
Bendito seja eu por tudo quanto não sei.
Gozo tudo isso como quem sabe que há o sol.
 
Postato da Guernes Sab, 10/10/2015 - 21:57
Ultima modifica Guernes Lun, 02/11/2015 - 12:08
Commenti dell’autore:

s.d.
.
“O Guardador de Rebanhos”. Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa. (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luís de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946.
.
- 77.

Allinea i paragrafi
traduzione in Italiano

Ogdr27 - Soltanto la Natura è divina ed essa non è divina

Soltanto la Natura è divina ed essa non è divina...
 
Se parlo di essa come di un ente
è che per parlarne devo usare il linguaggio degli uomini
che dà personalità alle cose
e impone nome alle cose.
 
Ma le cose non hanno nome né personalità:
esistono, e il cielo è grande e la terra è larga,
e il nostro cuore è grande quanto un pugno chiuso...
 
Benedetto io sia per tutto quello che non so.
Godo di tutto ciò come chi sa che c'è il sole.
 
Postato da Manuela Colombo Mer, 09/08/2017 - 15:57
Ultima modifica Manuela Colombo Gio, 10/08/2017 - 19:46
Commenti dell’autore:

Traduzione di Maria José de Lancastre, in "Fernando Pessoa, Una sola moltitudine” - vol. II, Adelphi, 1984

Altre traduzioni di “Ogdr27 – Só a Natureza é divina, e ela não é divina...”
Portoghese → Italiano - Manuela Colombo
Commenti fatti