Trattato generale della grandezza dell’infimo (Tratado geral das grandezas do ínfimo)

Portoghese

Tratado geral das grandezas do ínfimo

A poesia está guardada nas palavras — é tudo que
eu sei.
Meu fado é de não saber quase tudo.
Sobre o nada eu tenho profundidades.
Não tenho conexões com a realidade.
Poderoso para mim não é aquele que descobre ouro.
Para mim poderoso é aquele que descobre as
insignificâncias (do mundo e as nossas).
Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil.
Fiquei emocionado e chorei.
Sou fraco para elogios.
 
Postato da Manuela Colombo Mar, 16/05/2017 - 15:21
Allinea i paragrafi
traduzione in Italiano

Trattato generale della grandezza dell’infimo

La poesia è racchiusa nelle parole — è tutto quel
che so.
È mio destino non saper quasi tutto.
Del nulla io ho conoscenze profonde.
Non ho connessioni con la realtà.
Portentoso per me non è chi scopre oro.
Per me portentoso è colui che scopre le
insignificanze (del mondo e le nostre).
Per questa piccola massima fui elogiato come imbecille.
Ne fui commosso e piansi.
Ho un debole per gli elogi.
 
Postato da Manuela Colombo Mar, 16/05/2017 - 15:22
Commenti fatti