Lighea - Undici Novembre ( Tradução para Português)

Italiano

Undici Novembre

Soltanto il tempo può guarire ogni ferita,
Bruciare in un falò certezze e verità
E mentre penso a noi confusa e intenerita
Attraverso ad occhi chiusi questa città
Che correvo da bambina con te
 
Mi rendo conto che non riesci a perdonarmi
Di assomigliare a te, di averti detto addio
Ma sono figlia tua non puoi abbandonarmi
Anche se continuo a vivere a modo mio
Anche se pentirmi ancora non so
 
Dal mare arriverò col vento di novembre
In pace tornerò fermandomi per sempre
Come terra fra le dita
Come acqua trasparente
Come il fiore della vita che mi hai dato e vive ancora nei tuoi sogni
 
Se nel DNA avevo un po' d'orgoglio
Con questa lettera l'ho cancellato ormai
Potessi dirtelo il bene che ti voglio
Sei padrone di non credermi non sia mai
È un destino allontanarsi però
 
Dal mare arriverò l'undici di novembre
E anche se dici no, io ti amerò per sempre
Per ridarti quella figlia, quella donna che non sai
Quella perla di conchiglia che purtroppo esiste solo nei tuoi sogni
 
L'undici di novembre
Per te rinascerò
E sarò tua per sempre
E anch'io ritroverò per sempre
Il padre che non ho
 
Adicionado por Alma Barroca em Domingo, 03/06/2012 - 00:05
Última edição feita por Alma Barroca em Quinta-feira, 06/07/2017 - 13:20
Alinhar parágrafos
Tradução para Português

Onze de Novembro

Só o tempo pode curar as feridas
Queimar em um fogueira certezas e verdades
Enquanto penso em nós, confusa e atormentada
Atravesso com os olhos fechados essa cidade
Onde quando criança eu corria com você
 
Eu percebo que você não consegue me perdoar
Por ser como você, por ter te dito 'Adeus'
Mas sou uma filha sua, você não pode me abandonar
Embora eu ainda vivo do meu jeito
Embora eu ainda não saiba me arrepender
 
Do mar eu chegarei com os ventos de Novembro
E em paz voltarei, parando pra sempre
Como a terra entre os dedos
Como a água transparente
Como a flor da vida que você me deu e que agora vive nos seus sonhos
 
E se no DNA eu tenho um pouco de orgulho
Com essa carta eu já o apaguei
Se eu pudesse dizer o quanto eu te amo
Você é um mestre em não acreditar em mim, nunca seja
Entretanto, se afastar é um destino
 
Do mar eu chegarei em onze de Novembro
Mesmo você dizendo "Não", te amarei pra sempre
Pra te devolver aquela filha, a mulher que você não conhece
Aquelas pérolas de conchas, que infelizmente existem apenas nos seus sonhos
 
Em onze de novembro
Renascerei por você
E serei sua pra sempre
E eu também reencontrarei para sempre
O pai que eu não tenho
 
Translation done by Alma Barroca. In case you want to reprint it, please ask for permission first and always cite my name as its author. /
Tradução feita por Alma Barroca. Caso você queira reutilizá-la, por favor peça por permissão antes e sempre cite meu nome como o do autor.
Adicionado por Alma Barroca em Domingo, 03/06/2012 - 00:53
Última edição feita por Alma Barroca em Quinta-feira, 06/07/2017 - 13:30
5
Seus pontos: Nenhum Média: 5 (1 vote)
Mais traduções de "Undici Novembre"
PortuguêsAlma Barroca
5
Ver também
Comentários