Holland, 1945 (إلى البرتغالية ترجم)

Advertisements
إلى البرتغالية ترجم

Holanda, 1948

A única moça que alguma vez amei,
nasceu com rosas nos olhos,
mas depois, enterraram-na viva,
num anoitecer, em 1945,
apenas com a irmã ao seu lado,
e apenas algumas semanas antes das armas,
virem e se derramarem sobre todos,
agora ela é um rapazinho na Espanha,
tocando pianos flamejantes,
em anéis vazios ao redor do sol,
todos cantam para dizer que o meu sonho chegou.
 
Mas agora temos que recolher cada pedaço,
da vida que costumávamos amar,
só para nos apoiar,
para pelo menos seguirmos em frente.
 
E agora montamos numa roda de circo,
com o teu escuro irmão embrulhado em branco,
diz que era bom estar vivo,
mas agora monta numa chama de um cometa,
e não retornará mais.
A Terra parece melhor vista de uma estrela,
que está bem acima de onde estás,
ele não queria fazer-te chorar,
com faíscas que soam e as balas que voam,
em anéis vazios ao redor do teu coração,
o mundo grita e desmorona.
 
Mas agora temos que recolher cada pedaço,
da vida que costumávamos amar,
só para nos apoiar,
para pelo menos seguirmos em frente.
 
E é aqui que tua mãe dorme,
e este é o quarto onde os teus irmãos nasceram,
entalhes nas chapas
onde deles os corpos outrora se mexiam, mas já não se mexem mais,
e é tão triste ver o mundo concordar
que preferem ver as suas caras cheias de moscas,
isso tudo quando quero guardar rosas brancas nos olhos deles.
 
تم نشره بواسطة fabriciosoaresfabriciosoares في الأثنين, 24/12/2018 - 03:48
الإنكليزية

Holland, 1945

ترجمات أخرى للأغنية "Holland, 1945"
البرتغالية fabriciosoares
See also
التعليقات