Advertisement

Amália Rodrigues - Fado Português

Portuguese

Fado Português

O Fado nasceu um dia,
quando o vento mal bulia
e o céu o mar prolongava,
na amurada dum veleiro,
no peito dum marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.
 
Ai, que lindeza tamanha,
meu chão, meu monte, meu vale,
de folhas, flores, frutas de oiro,
vê se vês terras de Espanha,
areias de Portugal,
olhar ceguinho de choro.
 
Na boca dum marinheiro
do frágil barco veleiro,
morrendo a canção magoada,
diz o pungir dos desejos
do lábio a queimar de beijos
que beija o ar, e mais nada,
que beija o ar, e mais nada.
 
Mãe, adeus. Adeus, Maria.
Guarda bem no teu sentido
que aqui te faço uma jura:
que ou te levo à sacristia,
ou foi Deus que foi servido
dar-me no mar sepultura.
 
Ora eis que embora outro dia,
quando o vento nem bulia
e o céu o mar prolongava,
à proa de outro veleiro
velava outro marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.
 
Submitted by Guest on Tue, 02/03/2010 - 03:47
Last edited by domuro on Sun, 04/03/2018 - 18:05
Thanks!thanked 2 times

 

 

Advertisement
Comments
Valeriu Raut    Wed, 02/10/2013 - 14:04

Please add a link to this beautiful song:
https://www.youtube.com/watch?v=1YriVM8sC7M
Thank you.

Please delete the first two verses. They come later down:
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Please add these verses at the end of the song:
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Ai, que lindeza tamanha,
meu chão , meu monte, meu vale,
de folhas, flores, frutas de oiro,
vê se vês terras de Espanha,
areias de Portugal,
olhar ceguinho de choro.

Thank you.

Music In veins    Mon, 10/04/2017 - 19:10

Please correct this lyric.Please delete the first two verses. They come later down:
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Please add these verses at the end of the song:
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Ai, que lindeza tamanha,
meu chão , meu monte, meu vale,
de folhas, flores, frutas de oiro,
vê se vês terras de Espanha,
areias de Portugal,
olhar ceguinho de choro.

Thank you.

domuro    Sun, 04/03/2018 - 18:06

The lyrics have been changed accordingly, please review your translations.