Advertisement

Minha Poesia (traduzione in Inglese)

Advertisement
Portoghese

Minha Poesia

 
minha poesia não foi educada
na escola de bilac
e nunca será convidada para o chá
dos imortais da academia brasileira de letras
 
minha poesia anda descalça pelas ruas
do centro velho de são paulo
nenhum tradutor francês perderá seu tempo
debruçado sobre ela
nem será lembrada nos saraus familiares
não a dirão nas escolas
nos dias de festas cívicas depois que a
bandeira nacional onde se lê Ordem e Progresso
for hasteada por uma menina loura
 
minha poesia sai todos os dias
muito cedo da favela de heliópolis
pega ônibus lotado
desce pela porta da frente sem pagar a passagem
e vai vender balas no cruzamento da brasil com a rebouças
 
minha poesia é aquela mulher despudorada
que se oferece a qualquer um sem cerimônia
se bobear assalta e é capaz até de matar
minha poesia se alimenta do lixo das palavras
podres proibidas que não cabem na boca
das pessoas de bem e por isso deve ser execrada
de todas as antologias e condenada a trinta anos de silêncio
 
Postato da Manuela Colombo Mar, 16/05/2017 - 19:55
Allinea i paragrafi
traduzione in Inglese

My Poetry

Versioni: #1#2
My poetry was not polite.
at bilac school
And will never be invited to tea
of immortals of the Brazilian academy of letters
 
My poetry walks barefoot on the streets
The old center of São Paulo
No French translator will waste his time
leaning over it
nor will it be remembered in the family soirees
They will not say it in schools
On civic holiday days after the
national flag which reads Order and Progress
is hoisted by a blonde girl
 
My poetry goes out every day.
Very early in the heliopolis favela
Catches crowded bus
Goes down the front door without paying for the ticket
And will sell bullets at the crossroads of Brazil with the rebaces
 
My poetry is that shameless woman
Which is offered to anyone without ceremony
Screw up assaults and is even capable of killing
My poetry feeds on the garbage of words
Rotten forbidden that does not fit in the mouth
Of good people and therefore should be extorted
Of all anthologies and condemned to thirty years of silence
 
Postato da dhani.ramirez Mer, 27/09/2017 - 04:12
Aggiunto su richiesta di Manuela Colombo
Per favore aiutaci a tradurre “Minha Poesia”
See also
Commenti fatti
Josemar    Mar, 02/01/2018 - 17:55

Uma sugestão - talvez facilite para os tradutores se você editar a letra e deixar algumas palavras em iniciais maiúsculas, como por exemplo:

na escola de bilac > na escola de Bilac
dos imortais da academia brasileira de letras > Academia Brasileira de Letras
do centro velho de são paulo > do centro velho de São Paulo
muito cedo da favela de heliópolis > muito cedo da favela de Heliópolis
e vai vender balas no cruzamento da brasil com a rebouças > e vai vender balas no cruzamento da Brasil com a Rebouças

Manuela Colombo    Mar, 02/01/2018 - 18:01

A escolha de utilizar somente iniciais minúsculas era um expediente poético do poeta paulista Júlio Saraiva:
por isso, não me atrevi a mudar-lhe uma só palavra.

Josemar    Mar, 02/01/2018 - 18:05

É estranho ler nomes de bairros, avenidas e cidades com iniciais minúsculas, mas se era uma escolha do autor deixar assim, eu compreendo perfeitamente, é liberdade poética.