Nuno Rocha Morais - Acontece, às vezes, que sou demasiado velho...

포르투갈어

Acontece, às vezes, que sou demasiado velho...

"J’ai plus de souvenirs que si j’avais mille ans."
Charles Baudelaire
 
Acontece, às vezes, que sou demasiado velho.
Caudaloso, transbordo das margens,
Sinto-me maior que a ciência do tempo
E nada há que eu não tenha feito
E não há espesso cansaço que eu não conheça.
Tudo parece repetir-se
No fluxo de um ciclo conhecido e fechado,
Tudo possui um eco dentro da minha idade.
Já não me espanto somando as ruas
E as gentes com as estações.
O timbre da lágrima ou do riso sobre a página
Despertam o verso mais citado,
O verso que, de tão famoso, é já silêncio.
Venci a densa questão e o medo e a maravilha.
Acontece, às vezes, que sou demasiado velho,
Que em mim a vida mata por ser infinita.
 
투고자: Manuela Colombo, 木, 08/03/2018 - 15:33
고마워요!
코멘트