Nego Max - O Rap É Preto!

Advertisements
portugalski

O Rap É Preto!

[Verso 1: Nego Max]
O beat bate, a alma sobe e as rima desce, desce...
Batuque, palma, povo preto e o fogo cresce, cresce, cresce...
Ilumina, elimina e traz a coragem
Pra pegar o que nos tiraram e agora nóis tá com pressa
Linha de Rei e Rainha, Curandeiro, Guerreiro
Pronto no fronte pra enfrentar quem fala que nóis não pode
Autoestima minada por mentes contaminada
Mas hoje os Preto é um campo minado: se pisar, explode
Então segura que agora é nóis e tamo de bonde mano
Só quem é flutua, parça, quem não é, se esconde memo
Conde e capitão do mato ficam em choque
Não temos mais medo da sua raça, racista e reaça
Não nos ensinaram a amar, aprendi a me defender
Nos ensinaram a matar, comecei a me proteger
E eu só quero o que mereço, não sou do mal
Mas também não sou tão bonzinho quanto pareço
 
[Refrão: Nego Max]
Ouvi dizer que o Rap não tem cor
O Rap é preto!
O Rap não tem cor é o caralho
O rap é preto!
Minha arma, raiz e estrutura
Só tenha respeito e por favor não estrague a minha cultura
Ouvi dizer que o Rap não tem cor
O Rap é preto!
O Rap não tem cor é o caralho
O Rap é preto!
Vim da selva, sou gorila e piso em hamster
Pra esses gangster de Face, eu sou Ghostface Killah
 
[Verso 2: Preta Ary]
Vai!
Pode se alegrar que agora a coisa ficou preta
Com os MC neguim que cê respeita
Língua afiada e as rima que é muita treta
Chegou a nossa vez, fique de boa e não se meta
Que agora nóis tamo como? Pic bonde africano
Não entendeu, eu explano o plano que tamo armando
Aqui é só os insano caçando feito bichano
Rato intocado nos cano com discursinho tucano
Flagrou a ideia? O time aqui estreia
Pra mostrar que rebanho um dia vira alcateia
Não, não é a nata, aqui é a borra, porra
Vamo invadir seu arrozal e cobrir com alforra
Escurecer essa zorra, nóis no topo da gangorra
Bagunçaram nossa história deixa que os pretos discorra
Longe de seus presídios, correntes, incídios
Nóis comanda a porra toda e fornece seu subsídio
 
[Refrão: Nego Max]
Ouvi dizer que o Rap não tem cor
O Rap é preto!
O Rap não tem cor é o caralho
O rap é preto!
Minha arma, raiz e estrutura
Só tenha respeito e por favor não estrague a minha cultura
Ouvi dizer que o Rap não tem cor
O Rap é preto!
O Rap não tem cor é o caralho
O Rap é preto!
Vim da selva, sou gorila e piso em hamster
Pra esses gangster de Face, eu sou Ghostface Killah
 
Ouvi dizer que o Rap não tem cor
O Rap é preto!
O Rap não tem cor é o caralho
O Rap é preto!
Minha arma, raíz e estrutura
Branco, mais respeito e por favor não cague na minha cultura
Ouvi dizer que o Rap não tem cor
O Rap é preto!
O Rap não tem cor é o caralho
O Rap é preto!
 
[Ponte: Preta Ary & Nego Max]
E o Rap é as Preta
Mexeu com nóis é treta
É Rap de buceta dando a letra
Na postura e na caneta
 
E as ideia é essa memo, uai
A questão não é que branco não pode fazer rap
Não é esse o ponto
Mas sim que a gente não pode esquecer da origem
Da energia que pariu a nossa cultura
A partir do momento que a gente concorda que o rap não tem cor
Primeiro que nós tá desconsiderando e apagando toda uma luta
Toda uma história de opressão, resistência e derramamento de sangue
Segundo, nós tá sendo conivente
pra que daqui 30 ou 40 anos digam que o rap é branco, parça
Igual aconteceu com o rock, com o blues
O inimigo vem, se infiltra, se faz de amigo
Quando cê vê, te transforma escravo do seu próprio talento, parça
 
[Saída: Nego Max]
Por isso que eu vim da selva sou gorila e piso em hamster
Pra esses gangster de Face eu sou Ghostface Killah
 
Udostępniono przez ulissescoroa dnia czw., 10/01/2019 - 22:16
Dzięki!

 

Advertisements
Nagranie wideo
Moje komentarze